Ir para o conteúdo

luiz skora

Voltar a Blog do Skora
Tela cheia

Lula, Haddad e Manuela

6 de Agosto de 2018, 11:39 , por luiz skora - 3737 comentários | No one following this article yet.
Visualizado 243 vezes

Lulahaddadmanuela

Confesso, até ontem eu tinha quase certeza que o candidato a vice de Lula seria a Senadora e Presidente do PT, Gleisi Hoffmann. Felizmente, eu estava redondamente enganado.

Finalmente, depois de mais de cinco anos, desde junho de 2013, a cúpula petista parece ter acertado uma escolha estratégica.

 

A indefinição na escolha da chapa a presidência da república, a teimosia de parte majoritária da militância e de algumas lideranças com a insanidade do “Ou Lula, Ou Nada”, estava se desenhando como catastrófica, inevitavelmente tiraria o partido da disputa ao Executivo Federal e ainda, contribuiria decisivamente com a institucionalização do processo golpista via sufrágio universal.

 

Não?
Tenta acompanhar meu raciocínio:

Desde o inicio do processo do Triplex no Guarujá, apesar de todas as ilegalidades, imoralidades, falta de provas e evidente perseguição pessoal e política da turma da Lava Jato, do juiz Moro e dos procuradores chefiados por Dallagnol, os advogados de Lula e do PT não conseguiram nenhuma vitória durante todo este processo.

 

- O juiz Moro, condenou o ex-presidente a nove anos de cadeia por um crime inexistente baseando-se única e exclusivamente e suas convicções e em elementos circunstancias das investigações a respeito de um crime de corrupção que não possui elementos de crime, muito menos de corrupção.

- O TRF-4 acatou a condenação do juiz de primeira instância, sem ao menos analisar e ponderar os argumentos da defesa no processo e ainda aumentou a prisão para 12 anos.

- O STF permitiu a imoral inconstitucionalidade de encarcerar um ex-presidente antes do julgamento nas três instâncias e ainda, adia o quanto pode a decisão a respeito da inconstitucionalidade desta prisão em segunda instância.

- O juiz Moro e os Desembargadores do TRF-4 agiram ilegalmente e fora de suas atribuições para barrar o Habeas Corpus cedido ao ex-presidente em 07 de julho.

 

Ora, só sendo mesmo muito ingênuo para acreditar que o TSE liberará a candidatura de Lula para o pleito. Por mais que existam meios e normas legais que permitam a candidatura do ex-presidente, a legislação e o processo jurídico são o que menos importa na atual conjuntura política e judicial no Brasil de hoje. A justiça já atropelou a legalidade e a constituição em todos os níveis do processo contra o ex-presidente até aqui, por que agiriam diferente na hora de liberar sua candidatura à presidência?

 

Vivemos em Estado de Exceção, o Estado Democrático de Direito é letra morta. A justiça no Brasil de hoje tem lado, tem cor, tem partido, tem religião e tem até candidato. É uma justiça parcial que protege aos seus e persegue seus desafetos de todas as maneiras possíveis.

 

E como enfrentar o Estado de Exceção?

 

Não dá para vencer um jogo jogando no campo do adversário e com este adversário alterando as regras do jogo durante a partida e em seu benefício.

 

O que o PT fez foi dar um drible da vaca no Estado de Exceção.

 

Tiraram Lula da disputa sem tirar o Lula da Disputa.

 

Haddad e Manuela concorrem ao cargo colados na figura de Lula.

Lula tem um poder de mobilização surpreendente e deste modo, transfere seus votos e preferências para seus representantes oficiais.

 

Lula, mesmo preso ilegalmente, mantém-se como candidato informal, tendo Haddad e Manuela como sua mão direita e porta-voz.

 

Assim, renasce a esperança de reverter o processo golpista ainda nas eleições deste ano e sem o peso das coligações com o centrão que tantos prejuízos trouxeram ao PT e ao Brasil nas últimas quatro eleições.

 

Claro, o Brasil sofreu um Golpe de Estado e vivemos em Estado de Exceção. Os golpistas ainda podem virar a mesa e encontrar um meio cassar a candidatura de Haddad e Manuela. Neste caso, ainda nos restarão o improvável, Boulos e o menos pior entre os piores, Ciro. Mas isso é assunto para o desenrolar da novela.

 

O momento agora é de celebração pelo fiapo de esperança e pelo espasmo de lucidez vindo de onde menos se espera, a cúpula do PT.

 

Luiz Skora

 


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar